25 de Abril, 2016

Assembleia debaterá produção do biogás para saneamento

Mesa-redonda abordará o uso do biogás como fonte de energia no dia 18 de maio.

No dia 18 de maio, a 46ª Assembleia Nacional da Assemae debaterá a produção do biogás a partir do tratamento de esgotos. A mesa-redonda ocorrerá às 16h30, com a participação de representantes do Governo Federal e de especialistas que já trabalham no desenvolvimento dessa tecnologia.

Estão confirmados para o debate os seguintes convidados: Ernani Ciríaco de Miranda (diretor de Articulação Institucional da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades); Hélinah Cardoso Moreira (perito nacional da área de efluentes da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit - GIZ); Christoph Platzer (consultor internacional e especialista no tratamento de efluentes); Bruno Marcos Silveira (engenheiro da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento - Sanasa de Campinas - SP); e Carlos Augusto de Lemos Chernicharo (professor titular e pesquisador do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG). O coordenador da mesa será o presidente da Assemae Regional Nordeste I, Ricardo Campos Pereira, que também é presidente da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) de Itabuna (BA).

A produção do biogás em Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) tornou-se uma realidade no Brasil. Segundo o Ministério das Cidades, o biogás possui alto potencial energético e pode ser usado como fonte de energia, reduzindo a poluição ao meio ambiente e os custos com o tratamento de esgoto.

Para ampliar o uso energético do biogás no saneamento básico, o Brasil e a Alemanha desenvolvem o projeto PROBIOGÁS, coordenado pela Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades e pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. A experiência do projeto será relatada pelos palestrantes durante a 46ª Assembleia da Assemae.

Segundo o engenheiro Ernani Ciríaco de Miranda, diretor do Departamento de Articulação Institucional da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, o PROBIOGÁS tem como objetivos difundir o aproveitamento do biogás no setor de saneamento básico, sensibilizar os técnicos sobre a eficiência desse tema e capacitar quadros técnicos para a utilização do gás nos diversos municípios brasileiros. “Na Assembleia da Assemae, apresentaremos os resultados preliminares da campanha de medição realizada em reatores anaeróbios, debatendo soluções para a aplicação do potencial energético do biogás nos sistemas de saneamento”, completa.

O PROBIOGÁS está realizando ações de medição em dez ETEs brasileiras. Essas estações receberam equipamentos que avaliam quantitativamente e qualitativamente o biogás, visando à obtenção de dados mais concretos sobre o real potencial de produção de biogás nos reatores. Os primeiros resultados comprovam o grande potencial, já que o biogás produzido tem alto teor de metano, entre 75 e 85%, um gás excelente à geração de energia.

O evento

A 46ª Assembleia Nacional da Assemae ocorrerá em Jaraguá do Sul (SC), de 16 a 19 de maio, com o tema “Saneamento Básico: um direito de todos”. A programação do evento congrega mesas-redondas, painéis, apresentação de tecnologias, exposição de trabalhos técnicos e feira de saneamento básico.

A expectativa é reunir 2.500 participantes, entre gestores públicos, técnicos, ambientalistas, fornecedores, empreendedores, pesquisadores e demais profissionais da área de saneamento básico. As inscrições estão abertas pelo site www.assemae.org.br/assembleianacional.

Última modificação em Segunda, 25 Abril 2016 17:30
Mais nesta categoria:

ASSEMAE © 2016 | Todos os direitos reservados