30 de Maio, 2018

48º CNSA estimula a prática do reúso de esgoto

Mesa-Redonda reuniu representantes de municípios e do Governo Federal

Soluções para disposição dos efluentes e técnicas de reúso foram o tema abordado pela décima segunda mesa-redonda no 48º Congresso Nacional de Saneamento da Assemae. O debate ocorreu na tarde dessa quarta-feira (30/05), sendo conduzido pela presidente da Assemae Regional Espírito Santo, Ana Barbara Salles Pascini, que também representa o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Mimoso do Sul (ES).

O analista de infraestrutura da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Sérgio Brasil Abreu, apresentou ações realizadas pelo Governo Federal, como a proposta de elaborar um manual que contenha diretrizes quanto à política de reúso. “É fundamental que cada município ou estado elabore decretos ou portarias tomando como base este manual a ser criado”, complementa.

O gerente de Operação de Esgoto da Sanasa de Campinas (SP), Renato Rossetto, apresentou a abordagem histórica sobre o tratamento de esgoto no município paulista, explicando o moderno método que a companhia utiliza pelo uso de membranas ultrafiltrantes, capazes de produzir  água com 99% de pureza.

O palestrante informou, ainda, que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Boa Vista, em Campinas, terá capacidade para tratar 180 litros de efluentes por segundo. “Além disso, o esgoto tratado na EPAR Capivari I resultará em água de reuso, que poderá ser aproveitada no abastecimento industrial. A obra beneficiará uma população de 77.636 moradores de 30 bairros”, complementa.

O 48º Congresso Nacional de Saneamento da Assemae termina nessa quarta-feira, 30 de maio, no Centro de Eventos do Ceará. A programação conta com painéis, minicursos, mesas-redondas, apresentações de trabalhos técnicos, exposições de tecnologias e feira de saneamento básico.

Última modificação em Quarta, 30 Maio 2018 18:10
Mais nesta categoria:

ASSEMAE © 2016 | Todos os direitos reservados