20 de Janeiro, 2016

Santa Bárbara d’Oeste apresenta PMSB

O documento foi elaborado por técnicos do Departamento de Água e Esgoto.

 O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Santa Bárbara d’Oeste (SP) - capítulo Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário - foi apresentado nesta terça-feira (19/01), durante audiência pública na Secretaria de Educação. O documento, elaborado e revisado por técnicos da autarquia, com apoio da sociedade, atende a Lei 11.445/2007 e dá diretrizes para o horizonte de 30 anos.

O evento reuniu secretários municipais, vereadores, representantes de entidades de classe, sociedade civil e servidores da administração municipal e do DAE (Departamento de Água e Esgoto). Após as discussões com a comunidade, o Plano Municipal de Saneamento Básico será encaminhado à Câmara Municipal para apreciação.

O diretor-superintendente do DAE, Rafael Piovezan, abriu a audiência ressaltando a importância do plano para o município e agradeceu toda a equipe de funcionários envolvida, destacando o empenho e a dedicação nas constantes reuniões para o desenvolvimento do documento. “O plano que apresentamos hoje é resultado de uma construção coletiva entre diversos setores do Departamento de Água e Esgoto. Fico muito feliz em observar a participação dos servidores da autarquia na construção desse importante documento do nosso município, e que traça os desafios necessários para implementarmos as obras que melhorarão a vida dos barbarenses”, disse. “O prefeito Denis Andia tem investido na recuperação de diversas áreas com problemas ambientais, e o DAE é um dos atores nessa política de restauração ecológica implementada. Com as metas traçadas, agora, é nosso dever viabilizar a consolidação do plano”, completou.

Em seguida, a apresentação técnica ficou por conta do engenheiro e diretor de Recursos Hídricos e Gestão Ambiental da autarquia, Carlos Augusto dos Santos, que explanou os objetivos do PMSB, dentre eles as projeções de aumento da reserva hídrica, por meio de uma nova represa, a do Ribeirão Alambari, e a meta de atingir os 100% do esgoto tratado, com as construções das ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto) do Barrocão e da Toledos II. “É importante que haja planejamento da reservação de água bruta no município, devido à projeção do crescimento populacional, garantindo a segurança hídrica. Estamos terminando um estudo de viabilidade de implantação da Represa do Alambari, que contempla a localização, a hidrologia e as demandas futuras deste empreendimento. As ETEs fazem parte do TAC firmado entre a prefeitura, DAE, Ministério Público e Cetesb, com previsão de conclusão a curto prazo. Posteriormente iremos viabilizar a execução de redes e tratamento em alguns bairros afastados”, disse o engenheiro Carlos, lembrando ainda que o documento possibilita o órgão gestor angariar recursos federais para projetos e obras.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal, vereador Juca Bortolucci, falou da importância do Plano Municipal de Saneamento. “Essa apresentação mostrou que o DAE de Santa Bárbara está no caminho certo e possui profissionais qualificados para seguir este plano e fazer com que nossa cidade avance em busca de um saneamento básico eficaz, oferecendo qualidade de vida para a população”, disse.

Fonte: DAE Santa Bárbara d’Oeste

Última modificação em Quarta, 20 Janeiro 2016 17:31
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação