01 de Junho, 2016

Assemae paranaense participa de capacitação

Os serviços municipais de saneamento do Paraná se reuniram na sede do CISPAR, em Maringá.

Na terça-feira, 31 de maio, serviços municipais de saneamento básico do Paraná participaram de reunião na sede do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Ambiental do Paraná (CISPAR), em Maringá, com o objetivo de abordar a nova sistemática de inspeção nos sistemas de abastecimento de água proposta pelo Governo Estadual. O presidente da Assemae Regional do Paraná e diretor financeiro nacional da entidade, Darci Ervino Schitz, acompanhou a capacitação.

A reunião foi conduzida pela Secretaria Estadual de Saúde, em atendimento ao processo de pactuação previsto pelo Programa de Qualificação da Vigilância em Saúde no Paraná (VigiaSUS). A ideia é fortalecer as ações de combate à dengue e outras doenças, além de ampliar a vacinação, o controle sanitário, a vigilância ambiental e a saúde do trabalhador.

O programa destina recursos para reforça as ações nos 399 municípios paranaenses, sendo estruturado em três componentes estratégicos: incentivos financeiros aos municípios para investimentos em capital e custeio das ações de vigilância em saúde; educação permanente voltada aos municípios e regionais de saúde, com cursos de atualização e pós-graduação; e estruturação dos serviços próprios de vigilância em saúde da Secretaria Estadual da Saúde. A iniciativa faz parte do Contrato Organizativo da Ação Pública (COAP), assinado entre o Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde e os municípios paranaenses.

Segundo Darci Schitz, a Assemae Regional do Paraná, em conjunto com o consórcio CISPAR, tem atuado para aproximar os gestores municipais de saneamento e melhorar a qualidade dos serviços oferecidos à população. “A capacitação foi uma oportunidade de fazer um contato direto com todos os gestores, discutindo não só o Programa de Qualificação da Vigilância em Saúde no Paraná, mas também visando orientar o planejamento preliminar de "contingências". Ou seja, precisamos incentivar o planejamento e a prevenção aos eventuais problemas que poderão surgir, entre eles, os desastres ecológicos, que nos últimos tempos afetaram diversos municípios paranaenses”, destaca.

Última modificação em Quinta, 02 Junho 2016 09:42
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação