Imprimir esta página
26 de Abril, 2019

Samae investe R$ 9,8 mi em tratamento de esgoto

Samae investe R$ 9,8 mi em tratamento de esgoto

Mais de 10 mil habitantes serão beneficiados.

O Samae de Jaraguá do Sul está investindo mais de R$ 9,8 milhões na implantação de uma rede coletora de esgoto sanitário nos bairros Jaraguá 99 e Jaraguá 84, contemplando uma população de 10.105 habitantes. Os recursos são provenientes do Programa Avançar Cidades - Saneamento, repassados por meio do BNDES, e contrapartida do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto, autarquia da Prefeitura de Jaraguá do Sul.

Na manhã desta quinta-feira (25), o projeto foi apresentado à população dos bairros, no mesmo momento da assinatura da ordem de serviço, autorizando a empresa STC Serviços de Terraplenagem e Construção Ltda, de Florianópolis, a iniciar os trabalhos. O prazo de entrega é de 270 dias. O ato de assinatura da ordem de serviço aconteceu na EMEB Antônio Estanislau Ayroso, localizada na Rua Bertha Weege, bairro Jaraguá 99.

O presidente do Samae, Ademir Izidoro, explicou que atualmente os esgotos dos bairros Jaraguá 84 e Jaraguá 99 são tratados por tanques sépticos e filtros anaeróbios, porém de forma ineficaz. “Após ter identificado ocorrência de impacto ambiental o Ministério Público firmou TAC com o Samae para resolução do problema”, comenta. “Com mais este investimento, levamos o tratamento de esgoto para 90% da população de Jaraguá do Sul”, anunciou.

O sistema de coleta será do tipo por gravidade, composto por 21.348 metros de rede coletora em PVC e cinco estações de bombeamento de esgoto, para afastamento até a estação de tratamento de esgoto do bairro São Luis, que já está dimensionada para receber os efluentes advindos dos bairros Jaraguá 84 e Jaraguá 99, com capacidade de 132 litros/segundo, tecnologia de reatores anaeróbios seguidos por lodos ativados por batelada.

Trinta e quatro ruas serão abrangidas por este projeto, dentre elas, parte da Rua Bertha Weege, que é a principal ligação com a região central do município. O Samae realizará ações de comunicação direcionadas à população dos bairros atendidos, com o objetivo de minimizar o impacto dos transtornos que a obra poderá ocasionar. Izidoro solicitou ao diretor presidente da empresa vencedora da licitação, Valdecir Rogério Antunes Lima, que acelere a obra e, se possível, faça a entrega antes do prazo previsto em contrato, justamente para diminuir os transtornos.

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Aleixo Lunelli, enfatizou os avanços conseguidos nos últimos anos, tanto em obras de abastecimento de água quanto de tratamento de esgoto. “Investir em saneamento é investir em saúde. Estamos garantindo que as pessoas estejam protegidas do contato com agentes contaminantes, assim como garantindo a integridade de nossos rios. Isso é cuidar das pessoas e do meio ambiente”, destacou. Lunelli lembrou ainda que estão previstos investimentos, na ordem de R$ 1,7 milhão, para atender 750 propriedades rurais na região do Garibaldi. “As propriedades irão receber fossa séptica, filtro anaeróbico e caixa de gordura, ampliando a cobertura de tratamento de esgoto. Tudo como parte de um planejamento contínuo que considera não apenas o presente como também as próximas décadas”, disse ele. Para finalizar, reforçou que toda a contribuição que vocês fazem ao município, como o IPTU, por exemplo, retorna como esse tipo de investimento.

A assinatura da ordem de serviço contou com a presença dos presidentes das associações de moradores dos dois bairros abrangidos, estudantes do 4º ano (participantes do Proeva) e de 6º ao 9º ano e da EMEB Antônio Estanislau Ayroso, da banda da EMEB Francisco Solamon, convidados e autoridades municipais.

Última modificação em Sexta, 26 Abril 2019 16:17