13 de Novembro, 2019

Saneamento de Ribeirão Preto é destaque nacional

O saneamento do município aparece entre os melhores do país, com índices universalizados. 

No Dia Nacional pela Universalização do Saneamento, celebrado na segunda-feira, dia 11 de novembro, Ribeirão Preto (SP) tem muito a comemorar neste setor de extrema importância para a saúde da população.

Enquanto informações do governo federal apontam que apenas 6% dos municípios brasileiros cumprem os requisitos do novo marco legal do saneamento para a prorrogação de seus contratos com as atuais prestadoras de serviço, Ribeirão Preto aparece em 13º lugar no Ranking do Saneamento divulgado pelo Instituto Trata Brasil, que apresenta os índices das 100 maiores cidades brasileiras. A cidade subiu 8 posições em relação ao ranking de 2018 onde aparecia em 21º lugar.

Das 5.570 cidades, apenas 343 já têm um índice de cobertura acima de 90% para o abastecimento de água e de 60% para a coleta e o tratamento de esgoto. Ribeirão Preto ultrapassa os percentuais porque oferece abastecimento de 100% de água tratada, 100% de coleta de esgoto e 97,01% de tratamento de esgoto. A universalização será conquistada nos próximos meses, quando terminam as obras de implantação de 97,2 quilômetros de interceptores de esgotos e construção de estações elevatórias.

“Neste Dia Nacional pela Universalização do Saneamento Ribeirão Preto está fazendo a lição de casa e se aproxima da universalização, que acontece nos próximos meses, graças aos investimentos que já foram feitos e os que já estão aprovados para o Programa de Gestão, Controle e Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética”, disse o prefeito Duarte Nogueira.

Nos últimos dois anos foram investidos em saneamento básico em Ribeirão Preto cerca de R$ 200 milhões, entre recursos próprios do Daerp e financiamentos. Os investimentos foram realizados na ampliação em 97,2 quilômetros da rede de coleta e interceptores de esgoto, construção e recuperação de 10 poços, construção de seis novos reservatórios, substituição de 42 quilômetros de redes antigas e substituição de 132 mil hidrômetros.

Também foram colocados em funcionamento 12 novos poços profundos. Para aumentar a oferta de água. Ainda ocorreram investimentos na aquisição de 88 veículos dentro do Programa de Renovação e Ampliação da Frota, aquisição de novas bombas submersas, na melhoria do atendimento ao público e treinamento dos servidores da autarquia.

“Nós pegamos o Daerp com déficit financeiro de R$ 18 milhões e mesmo assim conseguimos melhorar a qualidade do serviço prestado com investimentos em equipamentos e treinamento de servidores. Vamos alcançar a universalização do saneamento público na cidade e tenho a certeza de que Ribeirão Preto aparecerá nos próximos anos entres as primeiras do país em saneamento básico”, afirmou Afonso Reis Duarte,  superintendente do Daerp.

Fonte: Daerp Ribeirão Preto

Última modificação em Quarta, 13 Novembro 2019 10:02
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação