22 de Mai, 2020

Uberlândia avança em obras da ETA Capim Branco

As obras integram um complexo de sistemas com capacidade para atender 1,5 milhão de habitantes. 

O Sistema Capim Branco, em Uberlândia (MG), está com a obra em fase avançada e os trabalhos se concentram em várias áreas distintas. Uma delas é a interligação da adutora de água tratada, por meio da construção do tunnel liner (travessia subterrânea sob Anel Viário) e a pavimentação da Estação de Tratamento de Água (ETA). As frentes de trabalho também estão finalizando as instalações elétricas, sistema de automação, construção do adensador da Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) e no acabamento em geral.

A escavação do trecho abaixo da rodovia para a passagem da tubulação, que vai levar água tratada até o reservatório do Custódio Pereira, foi iniciada em outubro do ano passado. O tunnel liner está a seis metros abaixo do nível da pista (Anel Viário Leste) e terá uma extensão de 87 metros, um diâmetro de 3.000 mm e adutora de 1.900 mm. Este dispositivo está sendo instalado por meio de método não destrutivo, sem interromper o tráfego nem interferir na pavimentação da rodovia.

Outra frente de trabalho é a preparação para o asfalto em uma área de 1,5 mil m². Há cerca de dois meses, 20% da área da ETA Capim Branco havia recebido a pavimentação. A área total a ser asfaltada tem uma extensão de 16 mil m². A instalação elétrica na ETA e na Captação estão sendo realizadas, juntamente com o sistema de automação, que vai ser responsável por todo o funcionamento eletrônico do sistema.

Equipamentos

A montagem dos equipamentos está avançada. Já foram concluídas a instalação das colmeias no decantador e outros dispositivos para o funcionamento do floculador e filtros. Está em andamento a instalação da tubulação no sistema de retrolavagem destes dispositivos, importante processo de higienização no sistema de tratamento da água. Também já foram realizadas as interligações do conjunto de motobombas com as adutoras de água bruta e água tratada.

A fase inicial de pré-operação do sistema está prevista para outubro, uma vez que a pandemia da Covid-19 exigiu alguns ajustes no cronograma das obras para atender os requisitos de segurança das equipes que trabalham no sistema. Após a conclusão da primeira etapa, o sistema Capim Branco, aliados aos Bom Jardim e Sucupira terão capacidade para fornecer água para 1,5 milhão de habitantes. O investimento da primeira etapa será de aproximadamente R$ 336 milhões, financiados e repassados em parcelas pela Caixa conforme o andamento dos trabalhos.

Fonte: Dmae Uberlândia

Última modificação em Sexta, 22 Mai 2020 10:37
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação