08 de Junho, 2020

Jaraguá: coleta seletiva tem 60% de adesão

O engajamento da população movimentou o setor da reciclagem e possibilitou o surgimento de seis novas cooperativas. 

A meta da Prefeitura de Jaraguá do Sul (SC) de deixar o município cada vez mais sustentável ecologicamente vem contando com apoio de seus cidadãos e cidadãs. Estima-se, por exemplo, que quase 60% dos habitantes do município praticam a reciclagem.

Os dados foram levantados pelo Samae com base na contagem populacional por amostragem do IBGE, apontando que Jaraguá do Sul tem uma população estimada em 177.697 habitantes e que a taxa média de habitantes por economia é de 3,17.

Os índices de reciclagem têm revelado crescimento e engajamento por parte da população. Os dados são altamente positivos, pois a reciclagem partiu de um índice de 7% em fevereiro de 2018 para 26% em dezembro de 2019. De 140 toneladas coletadas mensalmente, o número subiu para 740 toneladas em dezembro último.

Do começo do Programa Saco Verde até abril desse ano foram coletadas mais de 15 mil toneladas de material reciclável, o que equivale a 3900 caminhões baús cheios.

Antes do programa ser implantado, o lixo reciclável era levado para um aterro em Mafra, o que gerava custos altos ao Município e impactos negativos ao meio ambiente.

Este volume de materiais movimentou o setor da reciclagem no município e possibilitou o surgimento de seis cooperativas a mais do que existia em 2018, sendo que na época quatro operavam na informalidade e foram conscientizadas a se legalizar.

Hoje, são 12 cooperativas credenciadas e que recebem gratuitamente todo o material reciclável recolhido. Em dois anos, foram mais de 12,3 mil toneladas de recicláveis coletadas e destinadas às cooperativas, onde trabalham cerca de 120 pessoas.

As cooperativas recebem este material gratuitamente, conforme previsto na Lei 7736/2018 do Programa Recicla Jaraguá, fazem a triagem e a comercialização destes materiais, e o resultado é dividido entre todos, conforme os critérios do cooperativismo.

O Município orienta as cooperativas sobre controle financeiro, compras governamentais, utilização de equipamentos de proteção individual, documentação contábil e obrigações trabalhistas. Também, fiscaliza e faz auditorias mensais em suas documentações.

Ao mesmo tempo, a equipe de Resíduos Sólidos elaborou recentemente relatório apontando a existência de pelo menos 50 depósitos de recicláveis considerados clandestinos na ocasião. Uma das metas é evitar a clandestinidade e incentivar a regularização.

Envolvimento da Comunidade - O Programa Saco Verde tem se mostrado como grande incentivador da separação de lixo em Jaraguá do Sul. Foram 125 mil unidades distribuídas por mês em 2018 e, para 2020, 200 mil sacos verdes por mês devem ser entregues.

A previsão é que isso eleve para 70% o índice de envolvimento da população com a reciclagem. A presidente do Samae, Evânia Duarte Liebl, enfatiza que a separação dos resíduos acaba se revertendo em muitos benefícios para a população e ao meio ambiente.

As palestras, exposições e a divulgação dos dados da coleta seletiva têm contribuído para aumentar o número de pessoas que passam a separar os materiais recicláveis dentro de casa.

Fonte: Portal JDV

Última modificação em Segunda, 08 Junho 2020 11:03
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação