José Paulo Netto

Presidente da ABAS

José Paulo G. M. Netto 

Geólogo formado pela UNIFOR - 1988, com especialização em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - FGV - SP, e Escola Superior de Baleares – Espanha; Presidente da ABAS - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas; CEO da MAXIAGUA Soluções em Água; Consultor da ONU/UNESCO; Instrutor da ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental. Mais de 30 anos de experiência em perfuração, manutenção e reabilitação de poços, com projetos de recuperação de poços com até 1.630 m de profundidade; acompanhamento de perfurações no Petróleo até 3.243 m; acompanhamento de perfuração e análise de dados para reabilitação de mais de 3.000 de poços.

Acumula 23 anos de experiência no tratamento de água e efluentes, com implantação de ETA’s, ETE’s, e ETA’s Compactas para remoção de ferro, manganês, flúor, bário, alumínio, nitrato e abrandamento e água, entre outros; responsável por estudos de viabilidade e custo e alterações de coagulantes inorgânicos em diversos municípios no Brasil; trabalhos de implantação de coagulantes 100% orgânicos em “Estações de Decantação Acelerada” para obras civis em todo país; consultor para assuntos de água subterrânea e superficial em grandes obras de hidroelétricas.

Diversos trabalhos publicados no Brasil e exterior em congressos e revistas científicas, sobre poços, reabilitação de poços, tratamento de água, gênese,  ocorrência e redução de fluoreto na água subterrânea, corrosão e incrustação em tubulações, e problemas associados à cloração de água potável. Responsável pelo desenvolvimento de novas tecnologias relacionadas à reabilitação de vazão e qualidade de água em poços, através da utilização de ortofosfatos ácidos – NO RUST; responsável pelo desenvolvimento de metodologias para aplicação do agente FERBAX, para controle e eliminação de ferro-bactérias, no Brasil; responsável por mudanças na metodologia e produtos para desenvolvimento de poços na mineração, em empresas como a VALE e SAMARCO. Participou de diversos processos de sistemas de controle biológico, em poços e redes de distribuição de água; trabalhos na área de regeneração de leitos filtrantes em filtros abertos e pressurizados em Estações de Tratamento de Água; trabalhos de eliminação e controle de espécies aquáticas invasoras “mexilhão dourado” em usinas hidroelétricas.

Participará do 48º Congresso Nacional de Saneamento da Assemae como palestrante da Mesa-Redonda 7:  Segurança hídrica, gestão integrada e importância da água subterrânea nos sistemas de abastecimento municipais, dia 29 de maio de 2018 (terça-feira), das 14h às 16h.

Mais nesta categoria:

ASSEMAE © 2016 | Todos os direitos reservados