03 de Abril, 2020

SAAE Penedo mantém população abastecida

Apesar da pandemia do coronavírus, a autarquia segue atendendo os cidadãos com qualidade. 

As chuvas que aumentaram a vazão do rio São Francisco, uma boa notícia para as cidades abastecida por suas águas, também prejudicam a manutenção do serviço essencial. Em Penedo (AL), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) supre as necessidades da população por dispor de estrutura, equipamentos, insumos e pessoal qualificado.

A autarquia da Prefeitura de Penedo assegura o fornecimento do líquido, em condições para o consumo humano, com medidas que mobilizam servidores. As primeiras providências ocorrem nos pontos de captação, especialmente na estrutura situada na Rocheira – um dos cartões postais da cidade berço da civilização alagoana.

“Nós estamos fazendo três paradas diárias na captação da Rocheira para realizar a limpeza das válvulas e facilitar o bombeamento”, explica Marcelo Salgueiro, coordenador da Divisão Técnica do SAAE Penedo.

A medida evita danos maiores ao sistema, seja por conta do excesso de plantas aquáticas trazidas pelas correntezas ou a entrada de sedimentos na rede.

Livre dos problemas que precisam ser resolvidos na captação, a água chega na Estação de Tratamento (Eta) com cor de lama. Em termos técnicos, isso se chama turbidez excessiva.

Turbidez excessiva da água que chega na Eta do SAAE Penedo

“Para tentar manter os padrões de potabilidade estamos usando uma tonelada de sulfato de alumínio por dia, além de diminuir a vazão quase pela metade, nos horários de pico, para evitar a parada geral do sistema de abastecimento”, acrescenta Marcelo Salgueiro.

As modificações na qualidade da água do Rio São Francisco podem ser analisadas por outros parâmetros. A turbidez da água bruta captada em Penedo está em 300 NTU (Unidade Nefelométrica de Turbidez, sigla traduzida do inglês  Nephelometric Turbidity Unity).

“Esse nível nunca foi registrado aqui na Eta do SAAE Penedo. A turbidez normal era abaixo de 5 NTU e a cor ficava abaixo de 30 UH (Unidade Hazen), mas agora está acima de 7.000 UH”, informa Lenir Ribeiro Barbosa, Técnica em Química, acrescentando que o uso diário de sulfato de alumínio, em condições normais da água, é de 150 kg.

SAAE Penedo está usando uma tonelada de sulfato de alumínio, por dia.

“Nós somos a única cidade da região do Baixo São Francisco que continua mantendo o abastecimento, mas esperamos que esses parâmetros diminuam e pedimos a compreensão da polução para este momento difícil”, diz o Diretor de Relações Públicas do SAAE Penedo, Caio Gonçalves.

A autarquia que é referência positiva em Alagoas e na região Nordeste do Brasil vai manter o fornecimento de água tratada e informa que as comunidades Ponta Mofina e Ilha das Canas estão sendo abastecias por carro-pipa, em razão das características do sistema que atende as duas.

Fonte: Correio do Povo

Última modificação em Sexta, 03 Abril 2020 11:07
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação