08 de Julho, 2021

SAAE rondonense monitora vazamentos

O Programa de Caça Vazamento é uma iniciativa permanente da autarquia, a partir da Central de Controle Operacional (CCO).

O SAAE de Marechal Cândido Rondon (PR) realizou recentemente um trabalho de caça vazamento na Região III da sede municipal, que compreende parte dos bairros Botafogo e Higienópolis, em busca de vazamentos ocultos e aparentes na rede de distribuição de água.

O trabalho foi iniciado em junho e nesta região já foram encontrados 30 vazamentos de ramal e 20 vazamentos em cavaletes. Entre as causas mais frequentes estão as ligações clandestinas de água, o rompimento da tubulação por raízes de árvores, e o desgaste das vedações, conexões e de outros materiais

Com os reparos feitos, foi evitada, em 30 dias, a perda de aproximadamente 8 mil m³ de água, o suficiente para abastecer com 10 m³ - de água 800 ligações que se enquadram na taxa mínima residencial, durante um mês.

Caça Vazamento

O Programa de Caça Vazamento é algo permanente na autarquia, sendo orientado e monitorado pela Central de Controle Operacional (CCO). Quando a CCO registra volumes distribuídos acima da normalidade por um longo período de tempo, em determinada região, a equipe de caça vazamentos auxilia na localização do ponto de vazamento.

O trabalho de caça vazamento ou “geofonamento” consiste em “ouvir” o movimento da água dentro da rede à procura de vazamentos ocultos. Quando há vazamento, o aparelho denominado geofone capta o som característico da água passando pela tubulação. Este aparelho é semelhante ao estetoscópio utilizado pelos médicos. O agente caminha pela rua “ouvindo” a rede de água com o geofone, sinalizando o local onde o vazamento foi encontrado. Na sequência é feito o geofonamento nos cavaletes das residências.

Por causa do barulho, que interfere na escuta, a verificação de vazamentos é realizada em dois períodos. Na região central da cidade é executada à noite, quando o barulho provocado pelas pessoas e pelos veículos é menor. Nos bairros, onde o trânsito na rua é pequeno, o trabalho pode ser feito durante o dia.

Os trabalhos são realizados pelo Setor de Pitometria do SAAE, com equipe e veículo devidamente identificados. “Esse trabalho é efetuado sem a necessidade de entrar nos imóveis e durante a realização dos serviços o abastecimento não é afetado”, destaca o responsável pelo Setor, Martin Bender Kinast.

Ao todo, o Setor de Pitometria do SAAE trabalha com 4 equipamentos de geofone eletrônico e 2 hastes de escuta mecânica. Desde o início de 2021, foram localizados pela equipe 146 vazamentos, sendo 74 em rede de maior porte e ramais que interligam a rede à ligação residencial, e 72 vazamentos em cavaletes.

Esse monitoramento preventivo das redes de abastecimento é importante para solucionar eventuais pontos de vazamento, mesmo que pequenos, evitando perdas de água e situações de baixa pressão ou desabastecimento. Em caso de dúvidas, os clientes podem entrar em contato com o Setor de Atendimento do SAAE pelo telefone 3284-5900. Ao ligar, é preciso ter em mãos a conta de água.

Texto/Foto: SAAE Marechal Cândido Rondon

Última modificação em Quinta, 08 Julho 2021 11:02
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2021 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação