07 de Dezembro, 2020

Jundiaí investe 24 milhões em obras de saneamento

As obras terão início em janeiro de 2021 e serão concluídas no primeiro semestre de 2022.

O prefeito de Jundiaí (SP), Luiz Fernando Machado, e o secretário nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pedro Maranhão, assinaram, na última sexta-feira (4), a liberação do investimento de R$ 24 milhões obtido por meio do Programa de Aceleração do Crescimento – Orçamento Geral da União (PAC-OGU), tendo a Caixa Econômica Federal como agente financeiro. Com o recurso, será possível realizar as obras de esgotamento sanitário nas regiões do Castanho, Terra Nova, Poste e Traviú, além da substituição da linha de recalque do Jardim Novo Horizonte. A assinatura ocorreu no Paço Municipal e foi acompanhada pelo presidente da Câmara Municipal de Jundiaí, Faouaz Taha, pelo diretor presidente da DAE, Eduardo Santos Palhares, e pelo gerente executivo de Governos da Caixa (Gigov), Celso Eduardo Nucci.

As obras terão início em janeiro de 2021 e serão concluídas no primeiro semestre de 2022. “Jundiaí é referência no saneamento básico, mas trabalhamos com o propósito de levar o acesso à água de qualidade e ao esgoto tratado a todas as regiões. O contrato assinado com o Governo Federal nos permite avançar para que os bairros mais afastados do Centro recebam os investimentos”, afirmou o prefeito Luiz Fernando.

Maranhão reforçou a importância da relação entre saneamento, saúde e meio ambiente. “A gestão eficiente de Jundiaí permitiu o encaminhamento destes recursos. São obras que vão levar à universalização do saneamento, uma das metas do governo federal para todo o País, promovendo mais saúde e protegendo o meio ambiente”, comentou.

O diretor presidente da DAE lembrou que o projeto para esta região foi um dos primeiros a serem tratados quando teve início esta gestão, em 2017. “Começamos a lidar com esta pauta ainda em janeiro de 2017 e fizemos, com a ajuda do prefeito, o projeto andar. Em quatro anos, são R$ 150 milhões de investimentos conquistados para Jundiaí na área de saneamento”, comemora.

Mais qualidade de vida

Morador no Traviú há 28 anos, Paulo Sérgio Palma, mais conhecido como Tenório, conta que esta era uma demanda antiga. “Os anos foram passando, mas graças a um contato que fizemos com o prefeito, agora a obra vai sair.” Segundo ele, os moradores vão ganhar mais qualidade de vida. “Mau cheiro não vai mais existir e vamos ganhar mais qualidade de vida. Esta obra é muito esperada, é o que faltava.”

No Traviú, serão 2,2 quilômetros de interceptores, 4,6 quilômetros de redes de esgoto e mais 1,2 quilômetros de uma linha de recalque entre o bairro e o Poste, além de uma Estação Elevatória de Esgoto. No Poste, a obra contará com três quilômetros de interceptores e 4,3 quilômetros de redes coletoras de esgoto. No Terra Nova, serão 3,6 quilômetros de interceptores e, no Castanho, 1,6 quilômetros de redes coletoras de esgoto e 3,9 quilômetros de interceptores. No total, mais de 12 mil moradores destes bairros serão beneficiados com as obras.

Jardim Novo Horizonte

Também terá início em janeiro a obra de implantação de uma nova linha de recalque no Jardim Novo Horizonte, que vai otimizar o percurso do esgoto até a Estação Elevatória de Esgoto (EEE) que existe no bairro. A linha de recalque vai trazer mais segurança para a operação da unidade, além de permitir à DAE ampliar a capacidade para atender a destinação de resíduos na região.

A obra será executada na Estrada Municipal do Jardim Novo Horizonte, em uma extensão de três quilômetros. Toda a região que já coleta e afasta esgoto até a Estação Elevatória de Esgoto será beneficiada, incluindo os bairros Residencial Jundiaí, Fazgran, Reserva da Serra, Chácara Planalto, Portal do Medeiros, Condomínio Tereza Cristina e Jardim Ermida.

Fonte: DAE Jundiaí

Última modificação em Segunda, 07 Dezembro 2020 10:20
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2021 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação