09 de Agosto, 2018

Daerp investe em obras de saneamento

Projeto prevê a implantação de 56 setores de abastecimento em Ribeirão Preto até 2021; automação também deve receber R$ 12 milhões.

O Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto (Daerp/SP) investirá R$ 83.523.974,00 no projeto de setorização do abastecimento em Ribeirão Preto. O projeto elaborado pelo Departamento de Engenharia da autarquia a implantação de 56 setores de abastecimento na cidade, permitindo que o abastecimento passe a ser feito 100% dos reservatórios para a rede, reduzindo as perdas no sistema. Os recursos para os investimentos foram solicitados ao Ministério das Cidades, com projeto já protocolado.

Atualmente o Daerp possui 38 sistemas de abastecimento de água. Destes, 28 estão interligados e 70% de todo o abastecimento na cidade é feito direto dos poços para a rede, o que aumenta a pressão e acaba provocando grande número de vazamentos.

Com o projeto de setorização o objetivo é que 100% do abastecimento na cidade, até 2021, seja feito através dos reservatórios. Desta forma toda a água retirada dos poços será levada para os reservatórios e, depois, distribuída para a rede, por gravidade.

Com isto é possível controlar a pressão na rede, o que reduzirá o número de vazamentos, proporcionará maior eficiência dos poços e redução de consumo de energia elétrica. E mesmo os vazamentos que surgirem provocarão menos perda de água, em função da menor pressão no sistema.

Projeto

O projeto de setorização do Daerp foi apresentado na manhã desta quarta-feira, 8, no auditório do “Planeta Água”, na unidade da Paraíba, pelo engenheiro Richard Artur Valefuogo Júnior, a um grupo de funcionários do setor operacional da autarquia. A apresentação foi acompanhada pelo superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, e pelo diretor técnico, Lineu Andrade de Almeida.

Os R$ 83,5 milhões de investimentos preveem a construção de 10 novos poços, sendo oito substituições de poços atuais e dois novos, orçados em R$ 20,9 milhões, 18 reservatórios com capacidade total de armazenamento de 21.500 metros cúbicos, orçados em R$ 17,4 milhões, além da implantação de 64,64 quilômetros de novas redes e adutoras, a grande maioria interligando os poços aos reservatórios e a instalação de válvulas de controle de sistemas, orçados em R$ 350 mil reais. A implantação da setorização também é importante para assegurar a redução das perdas dos atuais 60% para 30% até 2021.

Também estão previstos investimentos da ordem de R$ 12 milhões na implantação de sistemas de controle e monitoramento de toda a rede em Ribeirão Preto.

Para o superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, a implantação da setorização é fundamental para mudar a realidade do abastecimento em Ribeirão Preto. “Estamos desenvolvendo um projeto que poucas empresas de saneamento do país têm condições de executar. A participação de todos os funcionários é muito importante nesta mudança”, salientou Duarte.

Fonte: Daerp Ribeirão Preto

Última modificação em Quinta, 09 Agosto 2018 12:15
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação