08 de Novembro, 2018

Jaraguá do Sul inicia projeto de revitalização da mata ciliar

O objetivo é recuperar as matas ciliares do rio utilizado pela autarquia para captação, tratamento e distribuição de água potável.

O Samae de Jaraguá do Sul (SC) realizou na noite de quarta-feira (07/11), na Sociedade Amizade, o lançamento do projeto de revitalização da mata ciliar do Rio Itapocu, trecho compreendido entre a ponte Abdon Batista e a divisa com o município de Corupá.

O principal objetivo é recuperar as matas ciliares dos lotes lindeiros ao Rio Itapocu para manter as condições ambientais do rio que é utilizado pela autarquia para captação, tratamento e distribuição de água potável, garantindo a qualidade e a quantidade da água oferecida à população.

Ademir Izidoro, diretor-presidente do Samae, disse que é preciso cuidar do rio para que não falte água para a cidade no futuro. Lembrou que de nada adianta ter uma nova estação de tratamento de água se não tem este bem precioso, que é a água, para tratar e distribuir.

Ele explicou o projeto e suas etapas, que já tiveram início no primeiro semestre de 2018 com o levantamento das propriedades urbanas potenciais e as visitas informativas, além da assinatura dos termos de apoio ao Projeto em 223 lotes, com 75% de adesão ao projeto. “Neste primeiro momento o projeto será realizado nos bairros Três Rios do Norte, Santo Antonio, Nereu Ramos, Três Rios do Sul, Rau, Chico de Paulo, Água Verde, Centro, Czerniewicz e Amizade, totalizando 379 lotes”, explicou.

O presidente da Fujama, Normando Zitta, lembrou que é preciso olhar com atenção para o meio ambiente sempre. Presente no evento e parceiro no projeto, o Promotor de Justiça Alexandre Schmitt dos Santos, titular da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente da Comarca de Jaraguá do Sul, mostrou a importância da mata ciliar e disse que é de extrema importância para evitar a erosão do solo nas margens dos rios, córregos e lagos. “Sem as matas ciliares, um rio pode sofrer com o processo de assoreamento. Elas, as matas ciliares, fornecem energia e nutrientes para o ecossistema aquático de rios, lagos, riachos e córregos”, explanou.

Para exemplificar como será o plantio e cercamento do local a ser recuperado nos terrenos as margens do Rio Itapocu, foi desenvolvido projeto piloto na residência de Irio Grützmacher, no bairro Amizade.

Antídio Lunelli, Prefeito de Jaraguá do Sul, afirmou que sempre teve a preocupação com o meio ambiente. “Desde crianças devemos saber que cuidar dos rios e do meio ambiente é necessário. Diariamente peço ao presidente do Fujama para que dê essa atenção às matas ciliares para que a cidade não sofra com essa degradação”, comentou. Lunelli disse ainda que esse projeto é muito importante para Jaraguá do Sul, assim como o Proeva, que trabalha essa conscientização com as crianças.

As próximas etapas são as visitas técnicas para levantamento da situação atual de cada propriedade, elaboração dos projetos de revitalização das matas ciliares para cada propriedade, implantação dos projetos nas propriedades com plantio de mudas de espécies nativas e cercamento, quando necessário, e o monitoramento e manutenção das áreas recuperadas.

Fonte: Samae Jaraguá do Sul

Última modificação em Quinta, 08 Novembro 2018 12:07
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2018 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação