23 de Agosto, 2019

Campinas e Valinhos fazem parceria em esgoto

Os municípios vão buscar financiamentos para obras de retrofit em duas estações de tratamento de esgoto. 

As prefeituras de Campinas e de Valinhos, em São Paulo, autorizaram na quinta-feira, 22 de agosto, a busca de financiamento para execução das obras de retrofit nas estações de tratamento de esgoto Anhumas, em Campinas, e Capuava, que será operada pela Sanasa em parceria com o Departamento de Água e Esgoto (DAEV) de Valinhos. A cerimônia, realizada na sede da Sanasa, contou com a presença dos prefeitos Jonas Donizette e Orestes Previtale e dos presidentes Arly de Lara Romêo e Pedro Medeiros.

Segundo o prefeito Jonas Donizette, a obra da Capuava é importante tanto para Campinas quanto para Valinhos. “Esses investimentos vão melhorar a qualidade no tratamento de esgoto. Para Valinhos, a obra contribuirá ainda para a geração de empregos e desenvolvimento da cidade; para Campinas, a água do Rio Atibaia, que abastece a cidade, terá mais qualidade”, explica o prefeito.

Por meio do retrofit, um processo sustentável de modernização, as estações Anhumas e Capuava vão se transformar em uma EPAR (Estação Produtora de Água de Reúso). “Com o tratamento dos efluentes por meio de membranas ultrafiltrantes, a água produzida, que apresenta 99% de pureza, poderá ser devolvida ao Rio Atibaia com mais qualidade, para ser tratada e distribuída à população”, destacou Arly de Lara.

Na ocasião, a gerente de Integração, Controle e Desenvolvimento Tecnológico, Adriana Isenburg, fez a apresentação do projeto dessas obras de retrofit nas estações Anhumas e Capuava.

ETE Anhumas

O sistema de reversão de esgotamento sanitário da ETE Anhumas terá um investimento de R$ 126.094.445,34. Desse total, R$ 119.789.734,47, ou seja, 95% da obra, estão sendo solicitados junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional, e R$ 6.304.722,87, correspondentes a 5%, serão como contrapartida da Sanasa. Com capacidade de 1.085 litros por segundo, o sistema de esgotamento sanitário Anhumas irá atender uma população de 257.692 habitantes.

ETE Capuava

O sistema de reversão de esgotamento sanitário da ETE Capuava terá um investimento de R$ R$ 129.559.971,41. Desse total, 123.081.972,84, ou seja, 95% estão sendo solicitados junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional, e R$ 6.477.998,57 (5%), serão custeados pela Sanasa.

O sistema de esgotamento sanitário Capuava vai atender 41.500 habitantes de Campinas e 120.767 de Valinhos, totalizando 162.267 mil pessoas. Todo o sistema terá capacidade para tratar 400 litros por segundo.

Fonte: Sanasa

Última modificação em Sexta, 23 Agosto 2019 15:01
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação