21 de Outubro, 2021

Assemae marca presença no 31º Congresso da ABES

A entidade contribuiu com o debate de duas mesas-redondas da programação. 

Lideranças da Assemae participaram nesta semana do 31º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, evento realizado de forma presencial em Curitiba e na modalidade digital via transmissão on-line. A entidade contribuiu com o debate de duas mesas-redondas da programação, além de se fazer representada por diversos serviços municipais de saneamento que também acompanharam o evento.   

Na terça-feira, 19/10, o vice-presidente da Assemae, Rodopiano Evangelista, foi um dos palestrantes do Diálogo Setorial 9, que abordou os desafios para a universalização do saneamento básico em favelas, áreas irregulares e zona rural. Na ocasião, o especialista apresentou experiências bem sucedidas de gestão municipal e apontou possíveis caminhos para o avanço do tema. “É preciso conhecer a realidade local por meio de visitas técnicas, capacitar e mobilizar lideranças comunitárias, estimular o uso de tecnologias adequadas e criar incentivos ao pagamento das tarifas. Ações como essas são fundamentais quando falamos em levar saneamento até as áreas irregulares”, esclareceu o convidado, que marcou presença de forma virtual.

Já o presidente da Assemae, Aparecido Hojaij, participou na quarta-feira, 20/10, do painel que reuniu as principais entidades do setor de saneamento para debater a agenda de prioridades desta área. De forma on-line, o dirigente reforçou a crítica da entidade sobre a aprovação da Lei 14.026/20 e lamentou a ausência de apoio para o fortalecimento dos serviços públicos.  

Segundo Hojaij, a nova lei visa impulsionar apenas o setor privado, penalizando até mesmo os serviços municipais já universalizados. “Não precisamos de normas desconexas que não dialogam com a realidade dos municípios. O que defendemos para a melhoria do setor envolve a ampliação de recursos não onerosos, a maior capacitação técnica e o fortalecimento dos instrumentos de planejamento e regulação, com a finalidade de evitar interferências políticas e garantir a sustentabilidade econômica dos serviços”, pontuou.

Além da presença na programação de debates, parte da Diretoria Nacional da Assemae participou do evento de forma presencial, incluindo representantes de serviços municipais associados de diversas regiões do Brasil, a exemplo de Porto Alegre (RS), Pelotas (RS), Campinas (SP), Itaúna (MG), Jaraguá do Sul (SC) e Blumenau (SC). Na cerimônia de abertura do Congresso, realizada no domingo (17/10), a entidade foi representada pelo vice-presidente, Alessandro Tetzner.

Sob o tema “Cidades Inteligentes conectadas com o saneamento e o meio ambiente: desafio dos novos tempos”, o evento foi uma realização da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES). Junto ao Congresso também ocorreu a Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental (Fitabes), que apresentou inovações tecnológicas do setor inseridas no contexto das cidades inteligentes.

Fotos: ABES

Última modificação em Quinta, 21 Outubro 2021 16:31
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2021 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação